Feeds:
Artigos
Comentários

“Em 14 dias de abril de 1825 baptizei solenemente a – Camilo – que nasceu em dezasseis dias de março do dito ano, filho natural de Manuel Joaquim Botelho Castelo Branco, de Vila Real; foi padrinho o doutor José Camilo Ferreira Botelho, de S. Paio, por seu procurador Paulo Manuel Fernandes, morador na freguesia dos Anjos, de que assinou, e madrinha Nossa Senhora da Conceição, de que fiz este assento que assinei junto; dia ut supra:

 

O Prior Henrique José Correia”

 


A madrinha de Camilo

Pensamento da semana

«A saudade pelos vivos é dor suave… Saudade insofrível, sem desabafo, há uma só… a sem esperança»
(In Mistérios de Lisboa)

 

Dia 13 de abril, domingo, às 15h30, entra em cena “O Inspector Geral”, de Nikolai Gogol, representado pelo Núcleo de Teatro da Associação Cultural de Vermoim.

«Vós, mulheres portuguesas, amai-o sempre, porque Camilo foi o mais carinhoso intérprete do vosso coração!»
Antero de Figueiredo

 

«Onde ninguém vê nada, estão ladeiras de muitos abismos»
(In O Sangue)

 

Dia 6 de abril, domingo, às 15h30, o Grupo de Teatro de Travassós, Fafe, apresenta “As Pancadas da Troika”, uma comédia teatral de Albino S. Sousa.

Espírito e graça

«Não é assim o cínico.

Herdara um tesouro que seus pais lhe prepararam; e preparara ele em seu coração todos os elementos para aumentá-lo.

Que o ouro aumenta, quando é lançado no cadinho da perversidade. E o coração, ferido de avareza é o segundo tesouro para quem herdou o primeiro. O mais eficaz instrumento da caridade, o ouro, nas mãos do avaro, converte-se em ferro de dois gumes: um que lhe entra no próprio coração, o outro no coração que lhe pede um óbolo.

É assim o cínico.»

(In Lágrimas abençoadas)

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.