Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘ateliê de escrita’ Category

 

IMG_2399

Através do Ateliê de Escrita Criativa, já na sua 10.ª edição, e que teve a orientação de Pedro Chagas Freitas, quatro turmas do 4.º Ano de várias escolas do concelho de Vila Nova de Famalicão redigiram histórias que resultaram no livro hoje apresentado.

“És um anjo” é o resultado desse trabalho que decorreu ao longo do ano letivo 2015-16, o qual teve como mote a obra “A queda dum anjo”, 150 anos depois da sua primeira edição.

Livros, teatro, muita alegria… neste Dia da Criança no Museu de São Miguel de Seide.

IMG_2416

 

Read Full Post »

Eis o resultado! Um livro de contos elaborado por jovens escritores do ensino básico, de Vila Nova de Famalicão. O ateliê de Escrita Criativa é uma atividade da Casa de Camilo e teve como orientador o escritor Pedro Chagas Freitas.
Um êxito a repetir!

 

 

 

Read Full Post »

No dia 1 de junho, às 10h00, realizar-se-á no Auditório da Casa de Camilo a cerimónia de encerramento do Ateliê de Escrita Criativa, com a apresentação do livro resultante dessa atividade, este ano inspirado na obra de Camilo Castelo Branco “A Sereia”.

No decorrer cerimónia os convidados poderão assistir a uma representação teatral de um dos textos finais do ateliê, encenado pelo Prof. Jorge Pimentel e representado pelos alunos da Turma 4.AA da Escola Conde de S. Cosme.

 

Read Full Post »


Este livro resulta da participação de várias turmas do 1.º ciclo, do concelho de Vila Nova de Famalicão, no ateliê de escrita criativa  da Casa de Camilo.

Read Full Post »


Foi apresentado ontem, dia 28 de maio, no auditório do Centro de Estudos Camilianos, o livro “Cartas de amor”, cenas inspiradas na obra “A brasileira de Prazins” de Camilo Castelo Branco.
Uma iniciativa da Casa Museu de Camilo que contou com a colaboração do formador Luís Bizarro Borges e de várias turmas do 4º ano, do primeiro ciclo, de Vila Nova de Famalicão.

Read Full Post »

Última sessão do ateliê de caligrafia inglesa estamos entusiasmados, finalmente escrevemos frases, ainda ligeiramente corrigidas pela mão firme da professora Marília. Não é uma caligrafia fácil, exige paciência e concentração, nas primeiras sessões foi grande a vontade de desistir. Mas, não desistimos, insistimos e conseguimos.
E já terminou, infelizmente.


Os Calígrafos

No Centro de Estudos Camilianos, à quarta-feira, ao fim da tarde, à volta de uma grande mesa junta-se um grupo “ e aí nos tornamos amigos” partilhamos tinteiros, aparos e algumas histórias.
Aqui, com a professora Marília aprendemos caligrafia, desta vez a letra inglesa.
A professora vai fazendo a cada um a demonstração passo a passo e enquanto vamos praticando ela sempre delicada e simpática, com toda a calma e paciência vai fazendo a avaliação dizendo sempre muito razoável, aceitável, excelente, temos aqui bons calígrafos.
És mesmo simpática Marília incentivas imenso com as tuas práticas.
Em nome do grupo, agradeço a quem nos proporcionou estes momentos de aprendizagem e convívio, assim como ao pessoal desta casa, onde sempre fomos bem recebidos.
Já vou tendo saudades pois esta fase de lições de caligrafia está acabar, espero que uma nova fase aconteça, desta vez para aprender a letra gótica.
Um grande abraço para todos.
Rosa Maria

Read Full Post »


OFICINA DE ESCRITA

A oficina de escrita criativa foi como um raio de sol que penetrou na nossa sala de aula, quente, luminoso e dourado, que rapidamente envolveu, aqueceu e iluminou alunos e professora que a princípio se encontravam curiosos e expectantes em relação ao que iria acontecer durante as próximas cinco semanas, com a visita de um escritor.
Do escritor só possuíamos o resultado duma pesquisa feita em aulas anteriores, através da Internet, em que apurámos parte do currículo e das suas publicações.
Entusiasmados e confiantes, os alunos rapidamente começaram a responder aos apelos do Pedro, captando a energia e a dinâmica que as técnicas apelativas utilizadas por ele os encaminhavam para a escrita.
Os jogos funcionavam como o ponto de partida para a corrida que era composta pela imaginação, criatividade e fantasia necessárias para alcançar a meta que era a escrita de uma história que seria publicada.
A história ia-se desenvolvendo dando voltas e voltas no imaginário infantil que é tão puro e tão rico, e muito assente nas experiências vividas do dia-a-dia, nem sempre tão cor-de-rosa como seria de esperar nesta idade.
A completar a oficina de escrita os alunos iam exprimindo os seus sentimentos em relação ao trabalho desenvolvido, apontando as dificuldades de escrever em grupo, a riqueza de ideias que daí advinha, a necessidade de ouvir e respeitar o outro, e também o prazer que esta actividade lhes estava a proporcionar. Parte desses textos foram publicados no blog da escola, www.eb1avidos.blogspot.com, meio de divulgação das nossas actividades.
Foi mais uma das oportunidades que os alunos tiveram para enriquecer e desenvolver as suas competências, é mais uma perolazinha que eles juntarão ao tesouro que cada um será como pessoa e cidadão em que se tornarão no futuro, sabendo usufruir de todas as vertentes que a escrita nos faculta como a expressão e libertação dos nossos sentimentos.
Agradecidos à Câmara Municipal e ao Centro de Estudos Camilianos pelo privilégio de fazermos parte de tão valioso projecto, resta-nos felicitar o Pedro, pela sua genialidade e pela sua generosidade em partilhar connosco o seu valor, e desejar-lhe o melhor sucesso para a sua vida pessoal e profissional.
EB1 de Avidos
Prof.ª Natália Martins

Read Full Post »

Older Posts »