Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Caminhada Camiliana’ Category

Associando-se às Festas da Cidade, que decorrem anualmente a 13 de Junho, dia de Santo António, a Casa de Camilo promove uma Caminhada Camiliana entre a Praceta Cupertino de Miranda de Vila Nova de Famalicão e a Casa de Camilo, proporcionando aos participantes algumas surpresas agradáveis durante o trajeto.


Organização: Casa de Camilo
Colaboração: Junta de Freguesia de S. Miguel de Seide
Associação Amarcultura de Calendário
Associação Cultural de Vermoim
Grucamo (Grupo de Caminheiros de Montanha)
Grutaca (Grupo de Teatro Amador Camiliano)
Greculeme (Grupo Recreativo e Cultural de Lemenhe)
Patrocínio: Carnes Primor
Vieira de Castro

 

Read Full Post »

camilnhada 11

Organização: Casa de Camilo

Colaboração: Junta de Freguesia de S. Miguel de Seide

Grucamo (Grupo de Caminheiros de Montanha)

Grutaca (Grupo de Teatro Amador Camiliano)

Associação Amarcultura de Calendário

Greculeme (Grupo Recreativo e Cultural de Lemenhe)

Patrocínio: Carnes Primor

Vieira de Castro

Read Full Post »

 


A Casa de Camilo promove uma Caminhada Camiliana entre a Praceta Cupertino de Miranda de Vila Nova de Famalicão e a Casa de Camilo, durante o trajeto os participantes terão algumas surpresas.

Programa:

9h00 – Praceta Cupertino de Miranda
12h00 – Chegada a Seide S. Miguel (hora prevista)

Organização: Casa de Camilo
Colaboração: Junta de Freguesia de S. Miguel de Seide
Grucamo (Grupo de Caminheiros de Montanha)
Grutaca (Grupo de Teatro Amador Camiliano)
Associação Cultural de Vermoim
Patrocínio: Carnes Primor

 

Read Full Post »

 

Associando-se às Festas da Cidade, que decorrem anualmente a 13 de Junho, dia de Santo António, a Casa de Camilo promove uma Caminhada Camiliana entre a Praceta Cupertino de Miranda de Vila Nova de Famalicão e a Casa de Camilo, proporcionando aos participantes algumas surpresas agradáveis durante o trajeto.

 Organização: Casa de Camilo

Colaboração: Junta de Freguesia de S. Miguel de Seide

Grucamo (Grupo de Caminheiros de Montanha)

Grutaca (Grupo de Teatro Amador Camiliano)

Associação Cultural de Vermoim

Patrocínio: Carnes Primor

Read Full Post »

Dia 10 de junho, às 10h00, oitava caminhada camiliana de Famalicão a Seide S. Miguel.
Concentração: Praceta Cupertino de Miranda
Organização: Casa de Camilo
Apoio: Carnes Primor e  Junta de Freguesia de S. Miguel de Seide
Participação: GRUCAMO – Grupo de Caminheiros de Montanha e GRUTACA – Grupo de Teatro Amador Camiliano

Read Full Post »


Camilo Castelo Branco
e os seus admiradores organizaram mais uma caminhada camiliana, da estação dos caminhos-de-ferro de Famalicão até Seide S. Miguel. Com vários figurantes vestidos à moda do século XIX, tivemos momentos hilariantes, culturais e de agradável convívio.
Depois de iniciada a caminhada paramos na praça D. Maria II, onde nos aguardavam um músico e dois cantadores, proporcionando a Camilo algum incómodo e aos participantes valentes rizadas. Continuando, ainda havia vários km pela frente, em Santiago de Antas fizemos um desvio, até a uma bonita zona arbórea de Requião, aí encontrámos Josefa, mãe de Maria Moisés, desesperada…, uma interpretação da história Maria Moisés da obra “ Novelas do Minho”.
De novo pés a caminho até ao Solar de Pouve, uma bonita construção em cantaria, com torre armada e janelas em cruz. Este solar é mencionado na obra camiliana “O Senhor do Paço de Ninães”. Neste belo local assistimos a uma pequena representação teatral da obra “A Morgadinha de Val-d´Amores entre a flauta e a viola”, apresentada pelo núcleo mais jovem do grupo de teatro amador GRUTACA.
Seguimos até Seide, já no prado do Centro de Estudos Camilianos, de novo cantares ao desafio e para finalizar o sorteio de vários cabazes, oferecidos pela empresa PRIMOR.
Uma manhã de domingo muito bem passada, apesar da constante ameaça de chuva.

Read Full Post »


A noite começou chuvosa, mas estávamos muito ansiosos, pois iríamos descobrir mais histórias do mestre da literatura portuguesa, Camilo castelo Branco.
Munidos de agasalhos e de guarda-chuvas, lá começámos o percurso, saímos de Seide em direção ao cruzeiro de Seide S. Paio, a primeira paragem, com muita chuva e uma pequena encenação de um extracto da obra “A brasileira de Prazins”, muito engraçado, mereceu várias gargalhadas, contudo a esposa do melro estava com uma voz muito esquisita, muito varonil.
De novo pés ao caminho, a chuva abrandou e até já começávamos a sentir um calorzinho, já em Requião, atravessámos uma zona bastante rochosa, passámos ao lado do Convento da Fraternidade Cristo Jovem e seguimos até à Capela de Santa Lúzia, aí aconteceu algo de extraordinário após um exorcismo, a chuva parou, como por milagre e a rapariga libertou-se do espríto.
Próxima paragem, Ninães, e mais uma leitura camiliana, desta vez da obra “O Senhor do Paço de Ninães”, um local muito agradável e com alguns pormenores que saltaram aos olhos, como um passadiço entre casas coberto de flores e cabacinhas e um pequeno caminho de degraus em calçada portuguesa.
Continuamos o percurso de regresso a Seide, e de repente, um assalto, o bando do Zé Telhado, mais uma vez nos cruzamos nestas andanças camilianas.
Já no Centro de Estudos Camilianos, mais uma surpresa, o tradicional caldo verde com tora, uns rojões e bela broa minhota com couve e tudo. Regados com vinho verde da região.
Após os comes e bebes, houve tempo para umas cantigas, cantarolámos, dançámos e depois limpámos.
Um Serão bem passado: passeio, livros e comida. Não há nada melhor!
Bem-haja Sr. Camilo. E todos os seus seguidores.

Read Full Post »

Older Posts »