Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘2.os Encontros Camilianos de São Miguel de Seide’

Programa

10 outubro (sábado)

“Cousas espantosas”*

09h00 – Receção e entrega de documentação

09h30 – Sessão de Abertura
Paulo Cunha, Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão
José Manuel de Oliveira, Diretor da Casa de Camilo – Museu | Centro de Estudos

 Comunicação inaugural:

Um rio para um escritor: O Douro de Camilo
Gaspar Martins Pereira, Universidade do Porto

10h30 – Pelas gravuras de Camilo

Inauguração de Exposição

11h00 – Deposição de coroa de flores no jazigo de Ana Plácido

Cemitério Paroquial de S. Miguel de Seide

11h15 – Merenda da manhã

11h30 – 1.º Painel – Revisões Camilianas

 Releituras de Camilo: de Mário Cláudio a Hélia Correia
Margarida Braga Neves, Universidade de Lisboa

Camilo e a felicidade: Estudo de novelas camilianas
Serafina Martins, Universidade de Lisboa

12h30 – “Virtuosas Parvoiçadas”* – Debate I

13h00 – “Todo o estômago, bem regulado, produz um génio”*

15h00 – 2.º Painel – Visões Camilianas

Os olhos de Camilo: Duas visões
Frederico Amaral Neves e João Lopes Gomes

Sentimento religioso e anticlericalismo em Camilo e Bernardino Machado
Norberto Ferreira da Cunha, Universidade do Minho

16h15 – “Santas Ousadias”* – Debate II

16h30 – “Encontros Camilianos I” – Apresentação da obra

“Escritores a Norte – Vidas com Obras em Casas d’Escrita: Episódio dedicado a Camilo Castelo Branco” – Antestreia do documentário produzido no âmbito do projeto da Direção Regional de Cultura do Norte, com a presença de Mário Augusto.

17h00 – “Delícias do Repouso”*

Encerramento dos trabalhos

17h10 – “Eu posso bem com isto”* – Lambarices

17h30 – “Abalamos dali para a casa”*

Visita orientada à Casa de Camilo – Museu

 

 

 

Anúncios

Read Full Post »

Esta peça de teatro de Camilo Castelo Branco foi editada em 1871 pela Casa Editora Viúva Moré, inserida num volume intitulado “Teatro Cómico” e do qual também fazia parte “Entre a Flauta e a Viola”.

Read Full Post »

O Bom Jesus, em Braga, foi para Camilo um local muito especial, senão o seu preferido na região minhota. Visitou-o pela primeira vez em 1836, a caminho de Vila Real, após a morte de seu pai.
E lá voltaria…
Em 1864 dedicou-lhe um livro – No Bom Jesus do Monte: “Estas árvores são minhas amigas há vinte e sete anos”.

Read Full Post »

Na sequência dos bons resultados obtidos na primeira edição do evento e procurando sedimentar, cada vez mais, a sua política de intervenção cultural e científica a favor da Língua e da Cultura portuguesas, a Casa de Camilo vai organizar, nos próximos dias 9 e 10 de outubro, os 2.os Encontros Camilianos de São Miguel de Seide, com os quais pretende continuar a promover o debate e a reflexão interdisciplinar em torno das temáticas camilianas, contribuindo para a melhor divulgação da vida e da obra do romancista.

Read Full Post »