Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘A mulher fatal’

«….o primeiro amor, próspero ou funesto, dá atrevimentos novos para o segundo.»
(In A Mulher fatal)

 

Anúncios

Read Full Post »

«A poesia é, na verdade, a chave de oiro dos corações.»
(In A Mulher fatal)

Read Full Post »


«É o primeiro amor uma estranha comoção vagamente deliciosa, uma prelibação de delícias celestiais, um sentir muito à flor de alma a essência do amor divino.»
(In A Mulher fatal)

 

Read Full Post »

«O progresso é barrigudo: não cabe em ruas estreitas.»
(In A Mulher fatal)

Read Full Post »

Ana Augusta Plácido

Era num baile. Ondulava

D´ouro e sedas o salão:

O ar, que ali se aspirava,

Escaldava o coração.

Tinha fogo o olhar da virgem,

Fogo d´amor, de vertigem,

Qual o que inflama o pudor;

Tinha a mulher, anjo ou fada,

Uma existência encantada,

Um condão fascinador!

(In Inspirações)


Read Full Post »

“É preciso ter chorado para imortalizar o riso no livro, na estrofe, na sentença, na palavra”
(In A mulher fatal)

Read Full Post »

«Via, porque um primeiro amor é capaz de corrigir as imperfeições da criação, mescabadas por poetas; um primeiro amor, se entrasse no coração omnipotente de Deus, sairia com mais formosos mundos; um primeiro amor faz julho em outubro quando se sente e não nos dá um capítulo tolerável quando se recorda.»
(In A mulher fatal)

Read Full Post »

Older Posts »