Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘A mulher fatal’

«As mães são a luz, os filhinhos são as radiações…»
(In A mulher fatal)

Read Full Post »

«Oh! Como se é criança poucos dias antes de envelhecer!»
(In A mulher fatal)

Read Full Post »

«É que o primeiro amor, próspero ou funesto, dá atrevimentos novos ao segundo.»
(In A mulher fatal)

Read Full Post »

«A gente se for a dar ouvidos à canalha, está perdida com a sua vida.»
(In A mulher fatal)

Read Full Post »

«- Se ele não falava em Cassilda, que lucrou Vossa Excelência lembrando-lha? Ai, minhas senhoras, minhas senhoras! Vossas Excelências precisam de ser homens antes de ser mulheres…»
(In A mulher fatal)

 

Read Full Post »

«O chorar é, umas vezes, alívio de angústias, as quais são atributo de dores que honram o coração; outras vezes rebentam como o pus da postema, e são também alívio.»
(In A Mulher fatal)

Read Full Post »

«Uns corações têm melhor carnadura que outros. Há deles que cicatrizam depressa golpes profundos. Outros, escoriados à superfície, ulceram mortalmente, e, se escapam, a lesão para toda a vida é certa.
(In A mulher fatal)

 

Read Full Post »

«É que o primeiro amor, próspero ou funesto, dá atrevimentos novos para o segundo.»
(In A Mulher fatal)

Read Full Post »

«Foi há vinte anos. Barbosa e Silva e ele eram alunos do colégio da Formiga, nos arrabaldes do Porto. Barbosa estudava alemão. O outro, nada.»

(In A Mulher fatal)

 

Read Full Post »

«Saudade aos vinte anos! Que rugas d`alma tão precoces!»
(In A Mulher fatal)

 

Read Full Post »

Older Posts »