Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘As aventuras de Basílio Fernandes Enxertado’

«O amor iguala todos os homens…»
(In As aventuras de Basílio Fernandes Enxertado)

Anúncios

Read Full Post »

“…Vários amigos meus lhe chamaram em letra redonda a flor da mocidade portuense; e eu mesmo, dando a nova funesta da queda, chamei-lhe inteligente; mas como na oração havia dois agentes, ele um, e o cavalo outro, o público fez-me o favor de duvidar se eu chamava inteligente o cavalo, ou o Basílio.
Saiu à rua o ilustre convalescente, e foi de carruagem pagar a visita a Manuel José Borges, que duas vezes o visitara, em companhia de D. Custódia.
Etelvina, segundo o despachante disse em particular a Basílio, desde a fatal queda, nunca mais foi boa! O sobressalto, o desgosto, e o receio de que alguma entranha se deslocasse no interior do seu companheiro de infância, adoentaram-na até cair de cama, e ter febre.
Isto era mentira.
Feia traça aquela a que um pai se prestava, demais a mais aconselhando-a! Baixo sentir o de uma menina de dezanove anos, que quer realçar méritos com embustes e imposturas nauseabundas!
Engoliu a arara o palerma. Palerma, digo eu!
Quantas engoli eu assim! Quantas tem engolido o leitor! Quantas engoliremos até que a sepultura nos engula!…
E chorou o pobre tolo, quando tal ouviu! Ora, digam-me se não está uma bela alma naquele corpo, e grande alma talvez naquela grande cabeça, onde graves psicologistas dizem que ela se aloja!”
( In As aventuras de Basílio Fernandes Enxertado)

Read Full Post »

«As mulheres fazem tudo de si para fazerem o que querem de nós»
(In Aventuras de Basílio Fernandes Enxertado)

Read Full Post »

A Comunidade de Leitores da Casa de Camilo pretende ser um grupo de pessoas que partilharão informação sobre a vida e a obra de Camilo Castelo Branco, podendo assim alargar os seus conhecimentos.

 “AS AVENTURAS DE BASÍLIO FERNANDES ENXERTADO”

Aventuras de Basílio Fernandes Enxertado, 1863
Basílio Fernandes Enxertado é o protagonista de uma história de aventuras desventuradas que começa por apresentá-lo como alvo do riso de todos e que acaba por recuperá-lo e transformá-lo através do amor e do sofrimento amoroso.
Herdeiro de uma fortuna laboriosamente conseguida pelos pais, começa uma vida de estroina, no decurso da qual reencontra Etelvina, amiga de infância, por quem se apaixona. Após atribulações e leviandades de ambos, a vida condu-los, finalmente, à reconversão moral e à felicidade a dois.

Read Full Post »

Basílio foi o primogénito e único. Nascera muito gordo e extraordinariamente volumoso. Tinha a cabeça igual ao restante corpo, e uns pés dignos pedestais do capitel da irregular coluna. Enquanto ao tamanho da cabeça, foi este o motivo para muitas alegrias na casa; no parecer daquela mãe ditosa, a grandeza da cabeça era sinal de juízo, e o tamanho das orelhas correlativas sinal de bom coração. O pai, como não tinha ideias suas acerca de orelhas, abundava nas de sua mulher, posto que de via certa soubesse que um mau vizinho da porta dissera que o seu Basílio era aleijado, e sairia com orelhas de burro, se se demorasse mais de três meses no ventre materno.
… José Fernandes, como o filho tivesse oito anos bem espigados, comprou-lhe um A B C, e foi levá-lo à escola. Era a cabeça de Basílio, no dizer do mestre, muito mais dura, e tapada, e maior que a bola de pedra da torre dos Clérigos. Ao cabo de três meses, Basílio já conhecia um o e um i; mas, se tirassem o ponto ao i, chamava-lhe o. O mestre seguia o sistema da pancadaria, sistema o mais racional de todos com cabeças daquele feitio.
(In As aventuras de Basílio Fernandes Enxertado)

Read Full Post »