Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Aventuras de Basílio Fernandes Enxertado’

«Os governos, leitor amigo e entendido, são como as fábricas que recolhem o farrapo sujo das barricas de lixo, e fazem deste farrapo um acetinado papel.»
(In Aventuras de Basílio Fernandes Enxertado)

 

Read Full Post »

«Há pessoas muito mal informadas do coração humano.»
(In Aventuras de Basílio Fernandes Enxertado)

Read Full Post »

«No último domingo de julho de 1848, era a celebrada romaria de Santa Ana de Oliveira, situada a curta distância do antigo convento daquele nome, na margem esquerda do Douro, a légua do Porto. É esta uma das popularíssimas festas…»
(In Aventuras de Basílio Fernandes Enxertado)

 

Read Full Post »

«É comédia, lá isso é verdade; mas o que é neste mundo senão comédia?»
(In Aventuras de Basílio Fernandes Enxertado)

Read Full Post »

O coração inimigo das pernas

«Basílio, mal recobrado ainda da sua vergonha, antes queria afastar-se das testemunhas do seu desastre: E que testemunhas! A mulher amada!
Esta dor chegava-lhe mais à medula dos ossos que a contusão do fémur, da rótula, e da tíbia. Tudo sofrera, mais ou menos, salvo a cabeça, cuja espessura craniana era invulnerável, ou então cabeça era aquela que a Providência velava para desígnios misteriosos.»
(In Aventuras de Basílio Fernandes Enxertado)

Read Full Post »

 

«A ironia é a mais dolorosa das ofensas».
(In Aventuras de Basílio Fernandes Enxertado)

Read Full Post »

«Há um ideal comum de todos, ideal que dispensa consumo de ideias; coisa em si materialíssima, que se chama ideal em virtude de tácita convenção, feita há cinco mil anos, de nos enganarmos uns aos outros, e cada qual a si
(In Aventuras de Basílio Fernandes Enxertado)

Read Full Post »

Older Posts »