Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Caligrafia inglesa’

A escrita inglesa desenvolveu-se no século XVIII. Esta técnica de escrita específica foi influenciada pelo uso de penas metálicas cada vez mais pontiagudas, bem mais duradouras que as plumas de ganso, e que permitiam maior velocidade na escrita. Espalhou-se a partir do séc. XIX pelo Império Britânico e em toda a Europa onde acompanha a revolução industrial, assumindo as novas funções de uma escrita comercial. Foi muito valorizada com a expansão do comércio inglês. Numa época onde não havia ainda computadores ou mesmo de máquina de escrever, era a escrita da administração, do ensino e do comércio. É uma escrita muito inclinada e unida. A inclinação era originalmente de 45º, passando a ser de 52º, assumindo assim, um traçado menos inclinado e mais elegante. O seu traçado é baseado no controle de formas elípticas, que se conectam sem ruturas.

Público-alvo | maiores de 16 anos (grupo até 30 pessoas)
Duração | 15 sessões de 2h00 | 1 vez por semana à 2.ª feira das 17h30-19h30
Local | Centro de Estudos Camilianos, S. Miguel de Seide, V.N. de Famalicão
Gratuito | Inscrição por e-mail geral@camilocastelobranco.org
(indicar nome, telemóvel, email).
Oferta de Diploma de participação.

 

 

 

 

Anúncios

Read Full Post »

A escrita inglesa desenvolveu-se no século XVIII. Esta técnica de escrita específica foi influenciada pelo uso de penas metálicas cada vez mais pontiagudas, bem mais duradouras que as plumas de ganso, e que permitiam maior velocidade na escrita. Espalhou-se a partir do séc. XIX pelo Império Britânico e em toda a Europa onde acompanha a revolução industrial, assumindo as novas funções de uma escrita comercial. Foi muito valorizada com a expansão do comércio inglês. Numa época onde não havia ainda computadores ou mesmo de máquina de escrever, era a escrita da administração, do ensino e do comércio. É uma escrita muito inclinada e unida. A inclinação era originalmente de 45º, passando a ser de 52º, assumindo assim, um traçado menos inclinado e mais elegante. O seu traçado é baseado no controle de formas elípticas, que se conectam sem ruturas.

Público-alvo | maiores de 16 anos (grupo até 30 pessoas)
Duração | 15 sessões de 2h00 | 1 vez por semana à 4ª feira das 17h00-19h00
Local | Centro de Estudos Camilianos, S. Miguel de Seide, V.N. de Famalicão
Gratuito | Inscrição por e-mail geral@camilocastelobranco.org
(indicar nome, telemóvel, email).
Oferta de Diploma de participação.

 

 

 

 

Read Full Post »

Última sessão do ateliê de caligrafia inglesa estamos entusiasmados, finalmente escrevemos frases, ainda ligeiramente corrigidas pela mão firme da professora Marília. Não é uma caligrafia fácil, exige paciência e concentração, nas primeiras sessões foi grande a vontade de desistir. Mas, não desistimos, insistimos e conseguimos.
E já terminou, infelizmente.


Os Calígrafos

No Centro de Estudos Camilianos, à quarta-feira, ao fim da tarde, à volta de uma grande mesa junta-se um grupo “ e aí nos tornamos amigos” partilhamos tinteiros, aparos e algumas histórias.
Aqui, com a professora Marília aprendemos caligrafia, desta vez a letra inglesa.
A professora vai fazendo a cada um a demonstração passo a passo e enquanto vamos praticando ela sempre delicada e simpática, com toda a calma e paciência vai fazendo a avaliação dizendo sempre muito razoável, aceitável, excelente, temos aqui bons calígrafos.
És mesmo simpática Marília incentivas imenso com as tuas práticas.
Em nome do grupo, agradeço a quem nos proporcionou estes momentos de aprendizagem e convívio, assim como ao pessoal desta casa, onde sempre fomos bem recebidos.
Já vou tendo saudades pois esta fase de lições de caligrafia está acabar, espero que uma nova fase aconteça, desta vez para aprender a letra gótica.
Um grande abraço para todos.
Rosa Maria

Read Full Post »

A escrita inglesa desenvolveu-se no século XVIII. Esta técnica de escrita específica foi influenciada pelo uso de penas metálicas cada vez mais pontiagudas, bem como mais duradouras que as plumas de ganso, e que permitiam maior velocidade na escrita.
Espalhou-se a partir do século XIX pelo Império Britânico e em toda a Europa, foi muito valorizada com a expansão do comércio inglês.
Numa época onde não havia computadores ou mesmo a máquina de escrever, era a escrita da administração, do ensino e do comércio.
É uma escrita muito inclinada e unida, o seu traço é baseado no controle de formas elípticas, que se conectam sem rupturas.

No ateliê de caligrafia inglesa a aprendizagem começa com as denominações e tamanhos de letras, a posição correcta para o caderno, sempre inclinado de modo a que o peito fique frente a frente com o ângulo inferior do papel. E como segurar a caneta e a posição do aparo.
Na prática começa-se por desenhar traços finos e grossos cada vez mais elaborados até que se formam as letras, sem hastes e com hastes, o alfabético completo e os números. A tarefa não é fácil, exige concentração e pulso firme. É uma escrita muito bonita, elaborada, elegante e sempre inclinada. O que dificulta ainda mais a sua execução.

Read Full Post »