Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Camilo Castelo Branco’

A Secção Regional do Norte da Ordem dos Médicos, tem o prazer de convidar V. Exa. para assistir à Sessão “Camilo Castelo Branco: um escritor de alma inquieta”, por Vitor Blue. Este é um evento em que a Música e o Teatro se unem para explorar a obra de um dos maiores vultos da Literatura em Portugal. O evento tem lugar em São Martinho de Anta, no espaço Miguel Torga, dia 23 de Novembro, pelas 17:00.

Fonte: http://nortemedico.pt/agenda

Read Full Post »

Visita a locais ribeirapenenses, em especial aos que serviram de inspiração para a novela Maria Moisés, de Camilo Castelo Branco.

Read Full Post »

Venerável Irmandade de Nossa Senhora da Lapa, fundada na segunda metade do século XVIII, hoje proprietária do mais antigo cemitério romântico português, lugar de repouso de muitas figuras ilustres, como Camilo Castelo Branco.

(Massarani in A Illustração N.º 11, junho de 1886)

Read Full Post »

«Chega a morte! Vejo-a, sinto-a.

A luz dos olhos se apaga…

Vem, meu filho, abraça e beija

De teu filho a face fria.

Limpa-lhe o rosto orvalhado,

Não de pranto, que eu não choro,

Mas de suor da agonia.

Não me fujas, filho; imprime

Na tua alma esta imagem.

Daqui a pouco à voragem

Resvalou teu pobre pai.

Vem também, santa das dores,

Receber o extremo ai!

Não me vás levar flores

À sepultura, não vás.

Leva-me os filhos felizes,

Leva-os contigo e verás

Que me aquece a luz da vida

Na sepultura esquecida,

Onde enfim hei de ter paz!»

               Camilo Castelo Branco

Read Full Post »

«Mesmo os escritores de génio são filhos da sua circunstância – da família em que nasceram, do meio em que viveram, dos autores que leram, das mulheres que amaram. A grande literatura, essa em que se revê, em cada época, o homem universal, não perde o seu estatuto por ser subjectiva e situada.»

(In O Essencial sobre CAMILO, de João Bigotte Chorão)

 

 

Read Full Post »

” No Minho, com Camilo Castelo Branco (1ª parte): Viana do Castelo, “a louçã namorada do oceano”, por João Paulo Braga”

https://www.diariodominho.pt/2019/01/02/129962/

Read Full Post »


«Vi-os entrar no Hotel da Boa Vista. Sondei, mediante as informações do criado de mesa, os latejos do coração de Aldonça. Pude saber que pediram bifes de cebolada.
Oh! Como eu invejei o boi que ia ser engolido por ela, e assimilado ao sadio sangue que lhe puniciava as maçãs do rosto!
Soube, depois, que se estavam servindo de fiambre e ovos! Ditosa perna suína…»
(In No Bom Jesus do Monte)

 

Read Full Post »

Older Posts »