Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Camilo Castelo Branco’

 

 

 

Anúncios

Read Full Post »

Peça adaptada da obra “Amor de Perdição”, de Camilo Castelo Branco, tendo como suporte a gravação do teatro radiofónico produzido pela Emissora Nacional, em 1953, e a manipulação de figuras em recorte de papel.

Uma colaboração da Rádio e Televisão de Portugal, encenada pela Companhia de Teatro Mandrágora e apresentada ao público pela equipa do Serviço Educativo da Casa de Camilo.

 

 

 

Read Full Post »

Dia de aniversário, Camilo é homenageado, em Lisboa, com uma enorme manifestação de escritores, artistas, estudantes e várias associações. Sendo-lhe oferecida uma coroa de loiros, uma iniciativa de João de Deus.

 

Read Full Post »

9 de março de 1888, realiza-se o casamento de Camilo com Ana Plácido, na casa da Rua de Santa Catarina , na cidade do Porto. Camilo estaria já demasiado doente. Presidiu à cerimónia o padre de Santo Ildefonso, na presença dos amigos Dr. Ricardo Jorge, Cónego Alves Mendes, Freitas Fortuna e do filho Nuno.


 

Read Full Post »

Read Full Post »

A peça vai estar em cena de 30 de janeiro a 1 de fevereiro, com sessões às 11 horas e às 15, bilhetes a 10 euros, com cartão quadrilátero a 5 €.

“Depois de, em 2016, ter estreado a tragicomédia ‘Justiça’, a CTB regressa a Camilo Castelo Branco com este ‘Amor de Perdição’ que comove pela «tenacidade dos afetos primaveris tornados desespero por tanto se querer o que se quer e desejar o que se não pode, uma teimosia destemida contra tudo e todos pela afirmação da vontade do sangue, esse amor intravenoso que só consegue transbordar em morte».

Autor: Camilo Castelo Branco
Encenação e fixação de texto: Sílvia Brito
Cenografia: António Jorge
Figurinos: Manuela Bronze
Caderno pedagógico: Ana Cristina Oliveira, Céu Costa, José Barros, Paulo César
Elenco: André Laires, António Jorge, Carlos Feio, Eduarda Filipa, Rogério Boane, Sílvia Brito, Solange Sá.
Duração prevista: 1h20”

Fonte: Theatro Circo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Read Full Post »

«Todos os crimes se vingam.
Uns – o homem com o homem.
Outros – a sociedade com a lei.
Outros – o cristo com o inferno.»

(In Dispersos de Camilo)

Read Full Post »

Older Posts »