Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Camilo’

«Eis um homem que não precisa de apelido para ser identificado na vida e na literatura. Dizemos Camilo – e esse nome chega para designar um rosto e uma obra inconfundíveis. »
João Bigotte Chorão

 

Anúncios

Read Full Post »

«O talento de Camilo é nosso, estamos há longo tempo familiarizados com ele; tanto o estimamos, que o vamos procurar mal que se anuncia um livro novo. Nós lemos o livro já enroupado em galas de extremada linguagem; mas o seu gabinete lê o esboço da novela tal como lhe saiu do coração. Nós vemos a estátua; o seu gabinete vê Pigmalião…»

Alberto Pimentel

 

Read Full Post »


«Camilo, o excelso Camilo, que bem merece a glorificação eterna na memória das letras… .»
Rómulo de Carvalho (António Gedeão)

 

Read Full Post »

«Camilo ficará iluminado com o seu génio esta nossa querida e abençoada terra portuguesa, enquanto nela bater puro e imaculado um coração que seja, na evocação dos seus personagens para sempre vivos, desde as páginas maravilhosas e intensamente dramáticas do “Amor de Perdição” até à “Queda dum Anjo”, a mais bela obra de ironia e graça de toda uma literatura.»

Vicente Arnoso

Read Full Post »

Camilo tinha vindo a Lisboa e conversava com António Cândido e Tomás Ribeiro, no quarto do hotel em que se hospedara. Era já na altura em que a cegueira ameaçava cruelmente o romancista. Nisto, entrou Sousa Martins. O grande médico logo se ocupou das enfermidades de Camilo e, numa atitude um tanto ríspida, intimou o romancista a cumprir rigorosamente as suas determinações clínicas, o rosto do escritor iluminou-se dum sorriso e murmurou para Tomás Ribeiro e António Cândido:

– Este Sousa Martins não me perdoa o Eusébio Macário! Ou ele não fosse sobrinho de boticário!

Na verdade, Sousa Martins tinha um tio farmacêutico.

Read Full Post »

«Camilo foi bom – o génio é uma das formas da bondade – bom até onde pôde sê-lo um nevropata; e nessa bondade houve sinceridade, até onde pode mantê-la um romancista.»

Fialho d´Almeida

 

Read Full Post »

«Camilo é dos mais fiéis e corajosos lidadores da milícia literária. Não pede baixa do serviço, nem a aceita, enquanto a mão lhe brandir a pena, e do cérebro lhe brotarem ideias. Este homem não é um literato, é uma literatura. As suas obras reunidas constituem uma biblioteca selectíssima, que representa um longo e seríssimo trabalho, e que é para os estudiosos a mais completa escola da boa linguagem portuguesa.»

 Cândido Figueiredo

 

 

Read Full Post »

Older Posts »