Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Camilo’

«Contou-me o falecido general Sousa Machado, intrépido batalhador de África, onde foi gravemente ferido no combate de Coelela, que em setembro 1873, sendo alferes, esteve na Póvoa de Varzim, convivendo aí muito com o autor da Brasileira de Prazins.

Uma tarde, encontraram-se, os dois, em um dos cafés da formosa praia, e pegaram de conversar, enquanto os filhos de Camilo brincavam um com o outro. O pai, ao mesmo tempo que lhes vigiava os folguedos, ia discorrendo acerca do nada que valia ser escritor em Portugal.

– Estes, – disse ele, apontando os filhos – livrarei eu de saberem ler e escrever…

– Pois V. Ex.ª diz isso?!… Retorquiu Sousa Machado, sem poder ocultar o seu assombro.

– Digo e hei-de cumprir. Sabe lá quantos desgostos as letras me têm dado!…»

(In Os amores, os ciúmes e a graça de Camilo, de António Cabral)

Anúncios

Read Full Post »

«Camilo não foi nem um romântico nem um realista, na estrita acepção da palavra, como não foi absolutamente um psicologista e muito menos ainda e estreitamente um psicologista: – foi, como os génios de todos os tempos, um muito complicado temperamento ao serviço ora de uma ideia ora de uma paixão.»

António Gomes leal

 

Read Full Post »

«-Ó Camilo, queres fazer uma vaca? – Disse, ao transpor a porta do antro, um amigo do romancista.
– Muito obrigado. Não aceito. As minhas vacas saem-me sempre porcas…»

(In Os amores, os ciúmes e a graça de Camilo, de António Cabral)

Read Full Post »

Torrente caudalosa, como o Nilo,
Por onde espalha o génio de portento,
F
ecunda de alegria o pensamento
Vive imortal, e chama-se CAMILO.

 Francisco Gomes de Amorim

 

 

Read Full Post »

A CASA / A QUINTA nas obras de Eça, Camilo e Agustina, e nos filmes de Manoel de Oliveira.

Programa: https://feq.pt/actividades/seminario-queirosiano-2017/

Inscrições: https://feq.pt/loja-online/seminario-queirosiano-2017/

Read Full Post »

«Camilo foi, de facto, não só o último romântico, mas também o derradeiro representante desse nacionalismo das letras, que, dentro dos recursos da língua portuguesa, se ocupou da vida portuguesa, criando tipos radicalmente portugueses.»

Luís de Magalhães

 

Read Full Post »

«Trágico, épico, lírico, satírico – tudo isso foi Camilo. De tudo isso, e de um mágico poder encantatório, se compõe o seu pessoalíssimo estilo.»

Jorge de Sena

 

Read Full Post »

Older Posts »