Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Casa de Camilo’

 

 

A iniciativa tem como objetivos principais fomentar o gosto pela leitura dos textos de Camilo Castelo Branco e proporcionar a partilha de abordagens e de interpretações da prosa do romancista de São Miguel de Seide.

Para cada sessão é sugerida a leitura prévia de um texto de Camilo, o qual é cedido gratuitamente pela Casa de Camilo, desde que solicitado para o endereço eletrónico geral@camilocastelobranco.org .

Formador: João Paulo Braga

 

 

Read Full Post »

Associando-se às Festas da Cidade, que decorrem anualmente a 13 de Junho, dia de Santo António, a Casa de Camilo promove uma Caminhada Camiliana entre a Praceta Cupertino de Miranda de Vila Nova de Famalicão e a Casa de Camilo, proporcionando aos participantes algumas surpresas agradáveis durante o trajeto.


Organização: Casa de Camilo
Colaboração: Junta de Freguesia de S. Miguel de Seide
Associação Amarcultura de Calendário
Associação Cultural de Vermoim
Grucamo (Grupo de Caminheiros de Montanha)
Grutaca (Grupo de Teatro Amador Camiliano)
Greculeme (Grupo Recreativo e Cultural de Lemenhe)
Patrocínio: Carnes Primor
Vieira de Castro

 

Read Full Post »

 

    Com a orientação de Pedro Chagas Freitas, quatro turmas do 4.º Ano de várias escolas do concelho de Vila Nova de Famalicão reinventaram a obra “A bruxa de Monte Córdova”, 150 anos depois da sua 1.ª edição, e assim nasceu um novo livro “As bruxas de Monte Córdova.”

O resultado foi apresentado no auditório da Casa de Camilo-Centro de Estudos, com a presença dos intervenientes e de outros ilustres convidados.

Para surpresa foi encenada uma das histórias, pelo professor Jorge Pimentel e representada pelos alunos do 4.º AA, da Escola Conde São Cosme.

Final feliz para todos…. Até para as bruxas de Monte Córdova

 

Read Full Post »

A iniciativa tem como objetivos principais fomentar o gosto pela leitura dos textos de Camilo Castelo Branco e proporcionar a partilha de abordagens e de interpretações da prosa do romancista de São Miguel de Seide.

Para cada sessão é sugerida a leitura prévia de um texto de Camilo, o qual é cedido gratuitamente pela Casa de Camilo, desde que solicitado para o endereço eletrónico geral@camilocastelobranco.org .

Texto: “Aventuras dum boticário de Aldeia”

Formador: Sérgio Guimarães de Sousa

 

 

 

 

Read Full Post »

 

 

Dia 1 de junho de 2017, apresentação de um novo Roteiro Literário Camiliano, na cidade do Porto, a viagem Famalicão-Porto será efetuada no Comboio Presidencial.

 

O histórico Comboio Presidencial, utilizado pelos Chefes de Estado e suas comitivas nas deslocações pelo país entre 1910 e 1970, está de regresso a Vila Nova de Famalicão, depois de em 2014 ter escolhido também Famalicão para a viagem inaugural ao norte do país, após profundo e longo processo de restauro das carruagens. Desta vez, o comboio dos presidentes vai servir de meio transporte para a apresentação do novo Roteiro Literário Camiliano, Famalicão-Porto, que será lançado pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, a Casa de Camilo e um conjunto de entidades portuenses, já esta quinta-feira, 1 de junho.

A apresentação do novo projeto turístico cultural conta assim com a colaboração da Fundação Museu Nacional Ferroviário (FMNF), que é a entidade responsável pela gestão do comboio presidencial.

A jornada dedicada a Camilo Castelo Branco realiza-se a partir das 13h55 com a partida da Estação de Comboios de Famalicão, com destino à Estação de Porto – S. Bento. A bordo seguirão o presidente da Câmara Municipal de Famalicão, Paulo Cunha, o diretor da Casa de Camilo, José Manuel Oliveira, entre diversos convidados.

À chegada ao Porto, serão visitadas as seguintes instituições: Venerável Irmandade de Nossa Senhora da Lapa e Cemitério da Lapa; Centro Português de Fotografia (antiga cadeia da Relação do Porto) e Livraria Lello.

Pelas 17h00, o comboio presidencial parte da Estação de Comboios de Porto – S. Bento, com destino à Estação dos Comboios de Vila Nova de Famalicão. Refira-se que a iniciativa insere-se nas comemorações do 127.º aniversário da morte de Camilo Castelo Branco.

Fonte: Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão

 

Read Full Post »


Assistimos aqui a uma luta entre o círculo da sociedade e o círculo do amor, ambos com direitos sobre as personagens.

Já sabemos que Camilo não assiste como árbitro ao conflito entre o coração e a sociedade.

Camilo toma partido. Não se limita a julgar Hermenegildo Fialho Barrosas e a pôr convencionalmente Ângela “debaixo de uma amendoeira florida”. Começa logo pelas proeminências morais características dos três velhos amigos do brasileiro. Pantaleão Mendes, Atanásio da Silva e Joaquim Bernardo. “Abriram-se os buchos e fecharam-se as consciências” destes membros do tribunal de honra onde Ângela foi condenada à infâmia e à pobreza. O mundo do dinheiro, a opinião pública portuense, a sociedade são sujeitos ao sarcasmo e à troça ou ao severo juízo do novelista.

A nossa ousadia em empreendermos um trabalho de tanta responsabilidade deve ser relevada pelo desejo que tivemos de tornar conhecida, no teatro, uma das melhores produções do fecundo e glorioso romancista.

Read Full Post »

Esta mostra integra um conjunto de vinte poesias impressas em seda e que fazem parte do acervo da Casa de Camilo. As poesias, seis das quais da autoria de Camilo Castelo Branco, são dedicadas “A Laura Geordano” e foram escritas para a festa de despedida, em seu benefício, realizada no Real Teatro de São João no Porto, no dia 31 de Maio de 1854.
Laura Geordano era uma cantora lírica que granjeou enorme popularidade na cidade Invicta, nos meados de oitocentos.

 

Read Full Post »

Older Posts »