Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘casamento’

«O casamento pode ser a sepultura das quimeras, mas do amor não.»
(In As três irmãs)

Read Full Post »

«Ângela, já suposta herdeira do general Noronha, era amada em dobro: formosa e rica. Amavam-na, pediam-na uns morgados que ela nunca tinha vista nem conhecido o nome. As solicitações por escrito ao misantropo velho não recebiam resposta.»

(In Os brilhantes do Brasileiro)

 

 

Read Full Post »

«O amor não vem depois, se não tem já vindo antes do casamento.»

(In Estrelas funestas)

 

Read Full Post »

Carolina Rita Botelho Castelo Branco, irmã de Camilo, casa com o médico Francisco José de Azevedo.

Read Full Post »

«Todos os casamentos são felizes quando entre marido e mulher se dá uma perfeita harmonia de vontades.»

(In A Neta do Arcediago)

 

Read Full Post »

9 de março de 1888, realiza-se o casamento de Camilo com Ana Plácido, na casa da Rua de Santa Catarina , na cidade do Porto. Camilo estaria já demasiado doente. Presidiu à cerimónia o padre de Santo Ildefonso, na presença dos amigos Dr. Ricardo Jorge, Cónego Alves Mendes, Freitas Fortuna e do filho Nuno.


 

Read Full Post »

«Um casamento entre duas pessoas habituadas a não proverem com o trabalho às suas precisões é uma desgraça.»
(In A Neta Arcediago»

 

Read Full Post »

«Um casamento entre duas pessoas habituadas a não proverem com o trabalho às suas precisões é uma desgraça.»
(In A neta do Arcediago)

Read Full Post »

«Quando acontece persuadir-se a mulher que o casamento estabelece igualdade de direitos, é inevitável a desordem na vida.»
(In As três irmãs)

Read Full Post »

Namoro!

«Isso é burguês, meu caro primo. Se estudaste a genealogia de nossos antepassados, verias que nossos avós não requestavam nossas avós como de ordinário faziam os nossos criados às nossas criadas. Os casamentos eram falados e convencionados entre os pais dos noivos sem o plebeu preparatório do namoro. Tu mesmo, primo Penha, casaste com a precedência do galanteio? Consultaste o coração da noiva? Não; e, contudo, és feliz, e tua mulher é feliz.»
(In Boémia do espírito)

 

 

Read Full Post »

Older Posts »