Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘literatura’

«Eis um homem que não precisa de apelido para ser identificado na vida e na literatura. Dizemos Camilo – e esse nome chega para designar um rosto e uma obra inconfundíveis. »
João Bigotte Chorão

 

Anúncios

Read Full Post »

«Camilo é dos mais fiéis e corajosos lidadores da milícia literária. Não pede baixa do serviço, nem a aceita, enquanto a mão lhe brandir a pena, e do cérebro lhe brotarem ideias. Este homem não é um literato, é uma literatura. As suas obras reunidas constituem uma biblioteca selectíssima, que representa um longo e seríssimo trabalho, e que é para os estudiosos a mais completa escola da boa linguagem portuguesa.»

 Cândido Figueiredo

 

 

Read Full Post »

 

«… Mas abordemos o colosso, o Jeová da literatura portuguesa – Camilo Castelo Branco. Quem quisesse escrever o elogio condigno deste portento de ter, pelo menos, tanto talento como ele.
Não sei que receio me faz estremecer a pena quando vou escrever acerca do Mestre, do homem incomparável que ocupa lugar de honra na esplêndida galeria dos imortais.»

Trindade Coelho

 

 

Read Full Post »



«… Mas abordemos o colosso, o Jeová da literatura portuguesa – Camilo Castelo Branco. Quem quisesse escrever o elogio condigno deste portento de ter, pelo menos, tanto talento como ele.
Não sei que receio me faz estremecer a pena quando vou escrever acerca do Mestre, do homem incomparável que ocupa lugar de honra na esplêndida galeria dos imortais.»

Trindade Coelho

 

Read Full Post »

«Não aprecio o Camilo Castelo Branco, como homem e na sua vida íntima; mas como escritor público, faço-lhe justiça. Mas ainda há mais.
O meu nome era obscuro e quase desconhecido em literatura. O Camilo viu parte da minha obra e fez-lhe elogios muito além do meu merecimento – se não fosse ele ainda o dicionário estava hoje inédito, e talvez ainda morresse. O Camilo será mau, mas não é egoísta nem invejoso.»
Pinho Leal

Read Full Post »

«Camilo ficará iluminado com o seu génio esta nossa querida e abençoada terra portuguesa, enquanto nela bater puro e imaculado um coração que seja, na evocação dos seus personagens para sempre vivos, desde as páginas maravilhosas e intensamente dramáticas do “Amor de Perdição” até à “Queda dum Anjo”, a mais bela obra de ironia e graça de toda uma literatura.»

Vicente Arnoso

Read Full Post »


«Na literatura portuguesa contemporânea, Camilo Castelo Branco é a mais poderosa organização estética, exercida em uma prolongada e contínua idealização, refletindo na sua obra todo o estado moral de uma época perturbada pela falta de uma doutrina.»
Teófilo Braga

Read Full Post »

Older Posts »