Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Páscoa’

“Se eu sou como filho desta casa, e não tenho outra família, para onde hei-de eu vir a não ser para aqui? Já nas férias do Natal cá me tem para a consoada; depois torno nas férias de Páscoa, e as férias grandes, três meses, cá os venho passar. Já vê, prima – disse ele, a sorrir – que, por mais que façam, não se podem ver livres do seu eterno hóspede.”
(In Serões de São Miguel de Seide)

Read Full Post »

«A Páscoa d`Israel, festa pomposa
Na judaica nação,
Ao sangue tinha horror; e Jesus Cristo,
Suspenso numa cruz, torvava o gozo
Da cruel multidão.»
(In Hosana!)

Read Full Post »

«O matemático era capaz de renunciar à canonização se lhe pedissem a troco o sacrifício de abjurar o amor, que o trazia tão de longe da ciência, e tão avesso às obrigações académicas que, antes da Páscoa, tinha perdido o ano por faltas, e dissera incríveis disparates em duas lições, que o desacreditavam.»

(In A neta do Arcediago)

Read Full Post »

«Depois, na Páscoa, tornam a cevar-se em cabeça de porco, pelo facto de Jesus ter ressuscitado, e assim vão comendo as suas vitualhas e mais os dogmas da sua religião.»
(In Ecos Humorísticos do Minho)

Read Full Post »

«De resto é uma boa senhora. Dá que fazer ao capelão com os seus escrúpulos. Dizem-me que jejua toda a Quaresma, e reza a Via Sacra com as criadas.»

(In Mistérios de Lisboa)

Read Full Post »


«Conseguiu Jerónima licença para passar a quarta festa da Páscoa com a sua família. A menina mais velha acompanhou-a ao Porto, e o padre-capelão também. O fim ostensivo do teólogo era acompanhar a morgada com as devidas homenagens; mas a oculta ideia era sondar o pulso da revolução, em fermento, que, segundo ele, devia espatifar o altar e o trono.»
(In As três irmãs)

 

Read Full Post »

 

«Esta é a forma que se guarda S. Majestade come em público, ordinariamente, porém, sendo em dia de maior festa, assim como nos dias de Páscoa, no dos Reis, no da consoada do Natal, ou em outro que por alguma ocasião peça maior solenidade, se acrescentará que as primeiras e últimas iguarias…»
(In Perfil do Marquês de Pombal)

 

 

Read Full Post »

«Divertia-se o mancebo; mas ela deu-lhe a perceber que se faria cristã para o haver como esposo; e, para o convencer, em domingo de Páscoa banqueteou os fidalgos, comemorando a festa daquele solene dia.»

(In História – I)

 

Read Full Post »

A Cidade do Porto

– Esteve no Porto? É uma cidade bonita, não é?
– É muito interessante. A gente de dia faz horas para se deitar ao escurecer. Não há nada melhor. Come-se e dorme-se com a mais perfeita tranquilidade de espírito.
E na semana santa vêem-se mulheres, quando passam as procissões

Read Full Post »