Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Silva Pinto’

«Quando puder, venha até à Foz, e passaremos por ali o Inverno a comer pescada com cebolas e cebolas com pescada.»

(In Carta a Silva Pinto,1 de outubro de 1881)

 

Anúncios

Read Full Post »

«As comparações são a desgraça do talento.»
(In Carta a Silva Pinto)

Read Full Post »

«O ridículo é o pior das armas.»
(In Carta a Silva Pinto)

Read Full Post »

«A gente de coração normal até mesmo quando fere os adversários se magoa.»
(In carta a Silva Pinto)

 

Read Full Post »

«A vida é um panorama dos mais finos pincéis do diabo»
(In Carta a Silva Pinto)

 

Read Full Post »


«Na dolorosa epopeia do génio discutido e caluniado abre uma exceção, que nos consola, este grande nome de Camilo Castelo Branco. Os grandes homens insultados pela mediocridade confiaram sempre do futuro o glorioso desagravo; Camilo encarregou-se da desforra; e os seus insultadores são homens mortos para a imputação, desde a hora em que o gigante os discutiu – dado que não vinguem purificar-se no arrependimento e honrosamente confessá-lo.»

Silva Pinto

 

Read Full Post »

Silva Pinto visitou, uma ocasião, Camilo, que estava hospedado num hotel portuense, perto de S. Lázaro. Era de manhã. O romancista estava no quarto.
– Vou almoçar – disse Camilo – Venha daí almoçar comigo.
Entraram na casa de jantar. À mesa estavam dez ou doze sujeitos a contas com pirâmides de costelas. A entrada de Camilo produziu sensação; trocaram-se olhares de pasmo; os garfos e as facas imobilizaram-se; fez-se silêncio. Camilo, fingindo que não reparava nos sujeitos, ocupou o seu lugar à mesa e comentou para Silva Pinto:
– Convença-se o meu amigo que não endireitamos o Mundo. O mais que podemos esperar é o quebrar dos nossos braços, se buscarmos segurar a engrenagem desta máquina. A influência real não é a nossa; é a de certas bestas…
Olhou em redor de si; viu os dez ou doze sujeitos com os olhos fitos nele e com as orelhas muito espetadas – e concluiu:
– É a dessas bestas que aí estão…

Read Full Post »