Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘versos’

Um abade minhoto pediu-lhe, um dia, um epitáfio para uma pessoa amiga. Camilo compôs uma oitava. O abade quis pagar-lhe os versos com um pataco.
– Aqui tem, Sr. Camilo… O que é bom, paga-se bem!
Logo Camilo, com um grande ar, recusando a moeda:
– Guarde os seus tesouros, senhor abade. Os génios, quando se abrem, são gratuitos como a chuva do céu!

Read Full Post »