Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Vinte horas de liteira’

A iniciativa tem como objetivos principais fomentar o gosto pela leitura dos textos de Camilo Castelo Branco e proporcionar a partilha de abordagens e de interpretações da prosa do romancista de São Miguel de Seide.

“- Conta-me agora tu uma história – disse António Joaquim
– Eu costumo vendê-las – respondi com o grave e sisudo desinteresse da arte. –  Contava-te um conto bonito, se me desses este brilhante, que me vai cegando como o esplendor de Jeová ao povo escolhido.»
(In História de um brilhante, Vinte horas de liteira)

Download do PDF “História de um brilhante”
http://www.camilocastelobranco.org/doc.php?co=76
Formador: Sérgio Guimarães de Sousa
A sessão realizar-se-á na plataforma Zoom
Inscrição para o endereço eletrónico: geral@camilocastelobranco.org

Read Full Post »

A iniciativa tem como objetivos principais fomentar o gosto pela leitura dos textos de Camilo Castelo Branco e proporcionar a partilha de abordagens e de interpretações da prosa do romancista de São Miguel de Seide.

«- Este Miguel de Barros, – disse eu a António Joaquim – se não tivesse meninos, havia de conversar agradavelmente na cultura da abóbora e do feijão frade…
– Cala-te aí, selvagem! – atalhou o meu amigo. – Se tu soubesses que as criancinhas foram os arcanjos deste homem!…
– Então é coisa de história o amor do teu amigo aos meninos?»
(In Amor paternal, Vinte horas de liteira)

Download do PDF “Amor paternal”

http://www.camilocastelobranco.org/doc.php?co=72

Formador: Sérgio Guimarães de Sousa
A sessão realizar-se-á na plataforma Zoom
Inscrição para o endereço eletrónico: geral@camilocastelobranco.org

Read Full Post »

«Não há crime absolutamente imperdoável; também não há virtude imaculada.»
(In Vinte horas de liteira)

Read Full Post »

«-Então vocês chamam esqueletos às histórias que apanham de orelha? É bem posto o nome, atendendo à magreza dos livros que fazem!… Que histórias queres tu? De dinheiro?
– E sem dinheiro; servem-me todas.
– Queres tu uma que sucedeu há três meses no meu concelho? Se duvidares, vai lá sabê-lo.»
(In Vinte horas de Liteira)

A Comunidade de Leitores consiste no encontro de um grupo de pessoas que se juntam, periodicamente, para conversar sobre livros cuja leitura foi proposta pelo dinamizador. A experiência da leitura é sempre íntima e individual, feita em casa por cada um dos participantes. Depois essa experiência é enriquecida pela partilha de opiniões, comentários e pontos de vista que ocorre nos encontros, permitindo a descoberta de outras formas de interpretar o livro analisado.

Técnico responsável: João Paulo Braga
Público-alvo: maiores de 16 anos (grupo até 30 pessoas)
Duração: 1h30
Local: Casa de Camilo – Centro de Estudos

 

 

Read Full Post »

«A gente repara mais nas lágrimas da penitência que nas alegrias da alma inocente.»

(In Vinte horas de liteira)

Read Full Post »

«Eu considero honrada a inteligência universal por aqueles que empregam em enriquecer-se.»
(In Vinte horas de liteira)

Read Full Post »

«A Terra sem o Sol é uma coisa de fazer pena e aflição, como se ela houvesse de voltar ao caos primitivo…»
(In Vinte horas de liteira)

Read Full Post »

«O absurdo não fica melhor justificado com a linguagem absurda.»
(In Vinte horas de liteira)

Read Full Post »

«O boi é o quadrúpede que mais se parece com um filósofo. Vê tu o passo mesurado, grave, e cadente de um boi! O olhar meditativo! A sisudez do aspeto!
O ar revelativo de um complicado trabalho intelectual que se está elaborando naquela enorme cabeça! Há grandes filósofos inquestionavelmente menos sérios e cogitativos que o boi!»
(In Vinte horas de liteira)

 

Read Full Post »

«Creio que a primeira linguagem nasceu com o primeiro colóquio amoroso entre mulher e homem.»
(In Vinte horas de liteira)

 

Read Full Post »

Older Posts »